Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

Mediunidade

A mediunidade é a faculdade natural que permite sentir e transmitir a influência dos espíritos, ensejando o intercâmbio e a comunicação entre o mundo físico e o espiritual.  É inerente a todo ser humano, por isso, não é privilégio de ninguém. Em diferentes graus e tipos, todos a possuimos. O que ocorre é que, em certos indivíduos mais sensíveis à influência espiritual, a mediunidade se apresenta de forma mais ostensiva.

A mediunidade pode aparecer em qualquer pessoa, independentemente da doutrina religiosa que abrace. A história revela grandes médiuns em todas as épocas e todos os credos. Além disso, a mediunidade não depende de lugar, idade, sexo ou condição social e moral.

KULCHESKI, Edvaldo. O que é Mediunidade?.  Revista Cristã de Espiritismo, edição especial 05. Disponível em http://www.rcespiritismo.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=126:o-que-e-mediunidade&catid=34:artigos&Itemid=54

Deve-se anotar que esta faculdade não se revela em todos do mesmo modo; os médiuns tem, geralmente uma aptidão para tal ou tal ordem de fenômenos, o que lhes resulta tantas variedades quantas sejam as espécies de manifestações. As principais são: os médiuns de efeitos físicos, os médiuns sensitivos ou impressionáveis, audientes,  falantes, videntes, sonâmbulos, curadores, pneumatógrafos, escreventes ou psicógrafos.

KARDEC, Allan. O Livro dos Médiuns. Tradução de Salvador Gentile. 85 ed. Araras (SP): IDE, 2008.

Skip to content