Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

O problema do ser, do destino e da dor

Obra de Léon Denis

A solução para o problema fundamental do ser humano.

Este artigo é uma singela homenagem à Léon Denis[1], recordando sua magistral obra “O Problema do Ser, do Destino e da Dor” (Le Problème de L´Être et de La Destinée), publicada em 1908[2].

Primeira edição do livro o Problema do Ser, do Destino e da DorNesta obra, ao abordar as questões básicas com que se defronta o ser humano diante da sua mortalidade, Léon Denis apresenta a resposta espírita. Obra para ser lida e relida, compreendida e aplicada na vida.

“Todos desejarão ler essas páginas de uma ciência e de uma filosofia profunda, embora acessíveis às mais simples inteligências. Acrescentamos que a nitidez das ideias, o colorido do estilo, a beleza da forma e a lógica das deduções tronam este livro um regalo para o espírito, um reconforto para a razão e uma alegria deliciosa para o coração”. (O Echo de Paris – comentando o lançamento do libro [LUCE, 2003]).

Ao longo da obra, Léon Denis, demonstra que o problema do ser, do destino e da dor, só pode ser equacionado com a chave da sobrevivência do espírito, com a compreensão de que ele se desenvolve em um longo ciclo de existências, com passagens pelo mundo físico e pelo espiritual, até que atinja um nível de aperfeiçoamento que o capacite a libertar-se da matéria e viver em plenitude suas potencialidades.

Ela continua tão atual quanto nos dias em que foi escrita, principalmente se considerarmos que vivemos em uma época em que os desafios se avolumam a cada dia e nossa sociedade parece adoecida, incapaz de superá-los de forma construtiva. Vê-se por toda a parte os resultados negativos da dominância do pensamento materialista nas relações sociais e a necessidade urgente de uma mudança de mentalidade.

Léon, como observa seu biógrafo Gaston Luce, escreveu o livro alicerçado em farta documentação. Estudou profundamente o trabalho dos pesquisadores de sua época, como Myers, William James, Russel Wallace, Crookes e Hyslop, bem como os principais autores espíritas e espiritualistas. Inclusive, conheceu pessoalmente Allan Kardec e fez pesquisas com os fenômenos mediúnicos em numerosos grupos espíritas.

Fechamos este artigo reproduzindo o subtítulo que aparece na obra, verdadeiro resumo do amplo campo de estudos que ela abrange:

“Estudos experimentais sobre os aspectos ignorados do ser humano. – As personalidades duplas – A consciência profunda. – A renovação da memória. – As vidas anteriores e sucessivas, etc. (Os Testemunhos – Os Fatos – As Leis)”[3]

Muita Paz,
Carlos A. I. Bernardo

 

Observações

[1] O “Apóstolo do Espiritismo”, como é chamado no subtítulo da biografia escrita por Gaston Luce, nasceu em 1 de janeiro de 1846 e desencarnou em 12 de abril de 1927. Conheceu o Espiritismo aos 18 anos através da leitura do “O Livro dos Espíritos” e a partir daí dedicou-se a estuda-lo e divulga-lo até o final de sua vida. Orador habilidoso e escritor de talento, proferiu palestras, participou de conferências e congressos, escreveu livros que continuam a ser publicados continuamente e considerados obras primas da literatura espírita.

[2] Conforme Henri Regnault, a primeira edição do livro foi publicada entre 1901 e 1911. No site Gallica, da Biblioteca Nacional da França, há uma imagem desta edição que traz a indicação do ano de 1908.

[3] Coloquei na ordem em que aparece na edição original de 1908 mencionada na nota [2]. A expressão latina “crescit eundo”, colocada logo após o título, significa “cresce caminhando”. Ela aparece no livro VI do poema De Rerum Natura (Sobre a Natureza das Coisas) de autoria do filósofo latino Lucrécio.

 

Bibliografia

Dénis, Léon. Le Problème de L´Être. Paris: Editions Leymarie, 1985.

__. O Problema do Ser, do Destino e da Dor. 10 ed. – Rio de Janeiro: Federação Espírita Brasileira, 1977.

__. O Problema do Ser, do Destino e da Dor. Tradução Homero Dias de Carvalho. 1 ed. —  Rio de Janeiro: CELD, 2011. Disponível em PDF para download no site da CELD: http://www.celd.org.br/wp-content/uploads/2015/08/o_problema_do_ser_e_do_destino.pdf

Luce, Gaston. Léon Denis – O Apóstolo do Espiritismo, Sua Vida, sua  Obra. Tradução de José Jorge. Rio de Janeiro: CELD, 2003.

Regnault, Henri. A Morte Não Existe – Com base nas obras de Léon Denis. Tradução de José Jorge. 2 ed. – Rio de Janeiro: CELD, 2004.

 

Compartilhe:
Share
Deixe uma resposta
Skip to content